Foto: Divulgação

Desde 2012 o enfoque das apresentações é a relevância social no munícipio

O grupo teatral “Letras Cênicas” atua em Ponta Grossa desde 2012. É possível destacar que em sua grande maioria as peças produzidas pelo grupo apresentam relevâncias sociais e reflexões da atualidade, envolvendo sempre questões filosóficas. As estórias são reconstruídas pelos atores, gerando conhecimento e aguçando, através das peças teatrais, o debate.

Como em toda a apresentação, “Letras Cênicas” também faz os espectadores rirem e chorarem, com suas peças históricas que englobam diversas temáticas. Aos amantes de teatro, mas que não deixam de lado a literatura, por exemplo, o grupo apresenta a peça “Amores de Machado de Assis”. O espetáculo tem como enfoque a vida de um dos maiores escritores brasileiros, desde a infância, passando pelas primeiras e últimas crônicas, até aos amores e paixões eternas do autor. De modo geral, o público se mostrou satisfeito com o espetáculo e os elogios vão desde o enredo, até a atuação dos atores.

A criação do espetáculo iniciou em 2015 e estreou em abril do ano seguinte. Desde então, circulou por alguns festivais, com premiações de melhor iluminação, ator, trilha sonora e no 44º Fenata em Ponta Grossa como melhor espetáculo da Mostra Paralela. O que dá visibilidade não apenas ao “Letras Cênicas”, mas também aos demais grupos teatrais do município.

Um dos pontos negativos, por outro lado, é a falta de atualização no site do grupo, pois as informações mais recentes são publicadas na própria página do facebook. Conforme informações do site, o grupo também está em cartaz com outras duas peças. “Os Marinheiros”, uma comédia que estreou em 2014, e “O Pior Circo do Mundo” do estilo Esquete – uma peça de curta duração, aproximadamente 20 minutos.

Serviço:
Grupo Teatral Letras Cênicas: Em cartaz com as peças “Amores de Machado de Assis”, “Os Marinheiros” e “O Pior Circo do Mundo”.