Foto: Divulgação

Desde fevereiro de 2017, o coletivo musical Podecê vem dando outra cara às festas em Ponta Grossa. Formado por um trio de estudantes, as produções do grupo são regadas a muita música nacional, internacional,latina e funk. Em uma cidade que consome muito sertanejo universitário e música eletrônica,lotar festas com outros estilos musicais é uma grande conquista.

Foto: Ana Cláudia Pereira <="text-align: justify;">

Concerto com repertório paranaense emociona público no Teatro Pax

 

O projeto Concertos com Conversa trouxe a Orquestra Sinfonia Brasil a Ponta Grossa na noite de quarta-feira (31). Sob a regência do maestro Norton Morozovicz, a orquestra, composta por violinos, violas, contra-baixo e violoncelo, apresentou música de concerto composta para cordas e solistas. Os solistas foram a soprano Kalinka Damiani e o trompetista Jorge Scheffer.

 

Foto: Andressa Zaffalon

Banda ponta-grossense completa 10 anos em 2017 e lança novo CD em junho

“Esqueço o mundo lá fora, desligo o meu celular, hoje é meu dia de comemorar”. Este é um refrão de uma música com autoria própria da banda Jamp, um grupo que cresce cada vez mais no cenário musical ponta-grossense. A banda completa 10 anos em 2017 e conquista o público, com músicas que abordam o amor, saudades e otimismo, através dos estilos pop rock, reggae e rap. Com influências de Charlie Brown Jr, Raimundos e O Rappa, outro atrativo que faz o público se identificar com as músicas de Jamp são as gírias utilizadas nas letras, que atraem o público jovem.

Foto: Divulgação

Banda Cadillac Dinossauros se destaca entre os grupos musicais de maior sucesso do Paraná

Ao ouvir o som que lembra o rock’n roll dos anos 1970, o blues e o hard rock unidos em apenas um único vocal, faz parecer com que o mundo todo estivesse voltado para os hits que uma banda de interior consegue criar. O grupo Cadillac Dinossauros traz a emoção que o amante da boa música procura traduzida em uma palavra: êxtase. A mistura de ritmos, sons e tonalidades confirmam que a banda mostra autenticidade através da musica.

 

Ritmos calientes e interferências eletro sonora fazem com que músicas latinas, africanas e brasileiras sejam relembradas pelo público pontagrossense. Esta é a proposta de Aline Garabeli, Fernando Bertani, Nicolas Salazar, Felipe Oliveira, Danilo Gabriel, Felipe Ferreira, Vagner Portes e Dake com a banda Lamalaika.