Foto: Divulgação

A tradição permanece, mas a data de realização e a atual administração são fatores que afastam o público universitário

A menos de um mês do início do Festival Universitário da Canção (FUC), a festa começa a dar seus primeiros sinais de vida, seja pelos cartazes e anúncios pela cidade ou pelos murmurinhos da bastidores na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que organiza o evento. Este ano, o festival que está em sua 30ª edição acontece dos dias 13 a 15 de julho.

O FUC desperta a curiosidade de inúmeros universitários, sobretudo os calouros que acabaram de chegar à UEPG. Contudo, a empolgação dos estudantes não é refletida no público do Festival, composto na sua maioria por amantes da música regional que não possuem nenhuma relação com a Academia. A ausência de universitários no evento deve-se muito a data da realização – a semana de exames. Portanto, grande parte público acadêmico está viajando ou estudando para as provas, e não comparece ao Festival.

Além da data, outros fatores afastam os alunos, como a atual administração. O Festival Universitário da Canção surgiu em 1987 como uma iniciativa do Diretório Central dos Estudantes (DCE), inspirado em outros festivais da época e como forma de resistência musical no cenário político brasileiro. Devido à problemas financeiros, o Festival foi interrompido e retomado mais tarde com a gestão da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (PROEX). Tornou-se um evento institucional, perdendo o perfil e, consequentemente, o público universitário.

Apesar das polêmicas, o FUC ainda é um festival de referência não apenas para a UEPG, mas também para Ponta Grossa e região. O evento possui um longo histórico momentos marcantes para a música, a cultura e a resistência estudantil nos Campos Gerais.

Serviço: O FUC ocorre dos dias 13 a 15 de julho. Para mais informações acesse http://www.uepg.br/fuc/