Foto: Divulgação

Desde fevereiro de 2017, o coletivo musical Podecê vem dando outra cara às festas em Ponta Grossa. Formado por um trio de estudantes, as produções do grupo são regadas a muita música nacional, internacional,latina e funk. Em uma cidade que consome muito sertanejo universitário e música eletrônica,lotar festas com outros estilos musicais é uma grande conquista.

O coletivo não possui um espaço próprio e realiza os eventos na Cavan77, casa noturna que se define como “diferente, aconchegante, divertida e sem rótulos”. Os espaços “porão” e “garden” são ideais para os frequentadores, assim como o preço justo das bebidas, sempre com promoções de “compre um e leve dois”. Quanto ao som, as pick-ups nem sempre são comandadas por DJs profissionais, o que não compromete a qualidade das festas e aproxima ainda mais a música dos frequentadores.

O respeito à diversidade é uma das grandes qualidades da Podecê. Nas nove festas realizadas com esse nome – o coletivo já registrou outros membros e nomenclatura, as referências da cultura LGBT estiveram sempre presentes, assim como a inexistência de diferenças de gênero, onde todos e todas pagam o mesmo pela entrada, atraindo públicos que não encontram outros locais de referência na cidade.

As filas em frente à balada, na mesma medida que podem ser alvo de reclamação, demonstram o interesse pelas festas, que não raramente lotam a casa noturna na capacidade máxima. Os eventos alternativos da Podecê são uma ótima opção para os ponta-grossenses cansados da mesma oferta musical de sempre.

A próxima festa do coletivo tem como atração principal a cantora Gretchen, sucesso dos anos 1980 no Brasil e um ícone da atualidade na internet. O show acontece dia 16 de junho, sexta-feira, na Cavan 77, rua Bonifácio Vilela, 547, Centro, Ponta Grossa/PR.