Foto: Danielle Farias


UEPG já possui pontos de coleta no Campus Central e Uvaranas

Com o início do inverno, além das baixas temperaturas, intensifica-se também as campanhas de agasalho. Muitas pessoas costumam abrir os armários e separar peças de roupas que já não usam mais, mas que ainda estão em boas condições. Calças, blusas, casacos, calçados e cobertores são arrecadados e doados.

Foto: André Lopes

Bazares universitários são opção para consumo de moda consciente

Com o crescente consumo e o vasto mercado de moda oferecendo cada vez mais produtos com data de validade em tempo recorde, uma peça de roupa rapidamente entra em desuso e deixa de ser tendência, substituídas pela última coleção lançada, que logo também deixará de ser novidade. Os armários consumistas lotam de roupas que raramente voltarão a ser usadas pelos donos. É neste cenário que uma nova forma de consumo ganha espaço.

A internet, enquanto um fenômeno social, já não é mais novidade. Quando aliada às redes sociais e a possibilidade em dar voz aos esquecidos, o fenômeno atinge proporções ainda maiores. No Brasil, principalmente depois dos protestos de junho de 2013, convocados em grande parte pelos sites de relacionamento, as redes vêm ofertando uma maneira efetiva de organização daqueles que partilham de algo em comum, transformando os comportamentos pessoais.

Foto: Divulgação <"text-align: center;">Hábito faz parte da rotina de povos sul-americanos desde o século XV

Cuia, bomba, erva-mate moída e água quente. O chimarrão, também conhecido apenas como &quot;mate&quot;, é uma bebida característica da cultura do sul da América Latina, de países como Uruguai, Paraguai, Chile, Argentina e, claro, o Brasil. O que muitos não sabem é que a cultura do chimarrão, que hoje é adotada, no Brasil, principalmente pela cultura gaúcha, catarinense e paranaense, é oriunda das tribos indígenas caingangue, guarani, aimará e quíchua. Os primeiros registros da cultura datam do século XIV.

O Sofazinho de Letras é o espaço ideal na UEPG para quem quer jogar conversa fora ou apenas dar uma folga à rotina acadêmica

Confortável e verde-musgo, para combinar com o ambiente externo cercado por árvores. O sofazinho de letras é, literalmente, um sofá, estrategicamente colocado na entrada do Bloco C do Campus Central da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Apesar do apelido carinhoso que faz referência ao principal curso do bloco A, o sofá não está apenas a disposição dos estudantes de letras da UEPG. Todos os alunos de todos os cursos podem aproveitá-lo. E realmente o fazem.