be6f442d 89b5 4898 aa70 bd96c3f2ee0a 1
Foto: João Guilherme Castro


Aparelhos celulares se tornam frequentes em casas noturnas de PG 

O uso de dispositivos móveis é algo frequente no mundo globalizado. Os aparelhos celulares fornecem aplicativos e funções, além de possibilitar o acesso à internet. Os smartphones são usados em vários lugares no cotidiano das pessoas e já estão popularizados na sociedade. Em Ponta Grossa, alguns dos lugares em que se observa um uso constante da tecnologia de informação são as casas noturnas - estabelecimentos comerciais destinados ao entretenimento, com músicas, espaço para socialização, dança e venda de bebidas alcoólicas.

Nos estabelecimentos citados é comum o uso dos dispositivos móveis já desde o início dos eventos para chamar os amigos e marcar encontros. O uso do celular pode ser, muitas vezes, uma forma de exibição e também para observar o que está sendo postado nas redes sociais. Eles são utilizados para mandar mensagens, áudios para demonstrar o que se está fazendo, além de possibilitar registro de fotos e gravação de vídeos via Snapchat e Instagram, principalmente quando músicas conhecidas tocam, ou quando envolve uma dança ou acontecimento mais ‘ousado’. O uso também é observado quando alguém não se sente confortável no local, e prefere usar as redes sociais para se entreter (ou 'distanciar').

A prática pode ter desdobramentos positivos, como construir e fortalecer laços, se tornando uma forma de sociabilidade, mas também pode trazer efeitos negativos, se usada de forma exagerada. As vezes, o apego ao dispositivo é tão grande que as pessoas acabam não aproveitando o espaço para curtir com os amigos e, ao invés de ser um elemento de socialização, o uso demasiado dos aparelhos pode trazer o efeito reverso: ser um dispositivo de dessocialização voluntária.