Imagem: PETCOM UFAM

Especializado em críticas literárias, o Jornal Rascunho, que foi criado em 2000 em Curitiba, hoje circula nacionalmente com a edição de número 210. Com 32 páginas, o jornal abriu em agosto uma campanha de financiamento coletivo no site Catarse, com o objetivo de ampliar o número de páginas e reestruturar as plataformas digitais. A fim de manter a qualidade da publicação, considerado o mais importante veículo voltado à literatura no Brasil, Rascunho coletou pouco mais de R$ 80 mil, no financiamento que foi encerrado no dia 9 de outubro.
Escrito mensalmente por escritores, professores, jornalistas e outros profissionais voltados às artes, cada edição tem a colaboração de aproximadamente 40 colaboradores espalhados por todo o país, dentre eles, uma jornalista ponta-grossense. As produções são independentes e enviadas aos assinantes através dos Correios, com a anuidade de R$90.
“Rascunho faz com que leitores tenham acesso a livros que dificilmente seriam resenhados pela grande imprensa”, afirma o autor de “Dois Irmãos”, de Milton Hatoum, apoiador do financiamento.
Além de fugir da crítica literária comumente encontrada nos grandes veículos de comunicação brasileiros, priorizando best sellers internacionais, o Jornal Rascunho também abre espaço para a criação de contos, entrevistas, ensaios e ilustrações criados por autores locais e regionais, de norte a sul do Brasil. Na plataforma digital do jornal, a carta ao leitor, que geralmente encontra-se ao final das publicações, tem um espaço de destaque, os leitores da publicação enviam suas próprias críticas e comentários através das redes sociais, e alguns deles aparecem na sessão “Eu, o leitor”.

Serviço: http://rascunho.com.br/
https://www.catarse.me/jornalrascunho