Conversa de bar com informação é a característica do Botecast. Foto: divulgação

Podcast pontagrossense debate temas importantes com a Irreverência das conversas de bar

O Botecast é um podcast de entrevistas produzido em Ponta Grossa desde outubro de 2016. Os amigos Rômulo André, Kleber Bordinhão, Jesseh Vandoski e Fernanda Prestes são os responsáveis pela produção dos programas, que conquistam cada vez mais ouvintes por trazer informações relevantes em um formato leve e descontraído, que imita as clássicas conversas de boteco.

Alternando momentos de diálogos e de apreciação musical, o Botecast consegue debater uma ampla variedade de temas locais; de cultura underground à políticas públicas, passando por gastronomia, jornalismo e outros. Tópicos que são pautados pela mídia hegemônica regional também ganham destaque no podcast, como o programa de número 27, que debateu a proposta de redução da área de proteção ambiental (APA) da Escarpa Devoniana.

A periodicidade do Botecast é semanal. Todas as quintas-feiras, um novo programa com um novo convidado é disponibilizado no blog. Os podcasts duram, em média, uma hora e dez minutos.
Apesar da excelência técnica na administração de trilhas, vinhetas e músicas, o Botecast possui problemas de script. Ainda que a intenção da equipe seja reproduzir um ambiente espontâneo e sem roteiro, alguns temas ficam avulsos e os entrevistadores têm dificuldades para fazer perguntas.

O Botecast impressiona, porém, ao manter o blog simples e bem estruturado, o que facilita a navegação dos ouvintes na web. O design do site, que é reproduzido também nas redes sociais do programa (Twitter, Facebook e Instagram), faz referência a um quadro negro escrito com giz, tradicionalmente comum em bares, pubs e botecos. O Botecast encerra o mês de agosto com 30 programas produzidos.

Serviço: o botecast pode ser encontrado no site