ACADEMIA
Foto: Divulgação

O reconhecimento de autores e produções na cidade pode servir de incentivo para novas publicações


Dia 23 de junho de 2017 seria o aniversário de 88 anos do escritor pontagrossense, Eno Teodoro Wanke, que se destacou na trova popular e literária nacionalmente. Depois de seu falecimento em 2001, deixa como legado para a cidade várias obras publicadas como, o Dicionário lusitano-brasileiro. Além disso, é responsável pela criação da cadeira número 25 na Academia de Letras dos Campos Gerais (ALCG).

Foto: Nicolas Ribeiro

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada revela surpresas ao fazer mudanças radicais nas tradicionais histórias

Para quem é fã da série Harry Potter, desde o fim de 2016, há um novo motivo para comemorar, ou não, dependendo do gosto de cada um. A novidade é o livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, de mesma autoria das outras obras, J.K. Rowlling. A obra é uma continuação da série original composta por sete livros, mas na real a oitava obra é a transcrição do roteiro da peça de teatro do mesmo nome, apresentada no começo de 2016 em Londres, para o formato de livro.

Como é característico de Luis Fernando Veríssimo, no livro Diálogos Impossíveis o autor explora o humor refletido nos momentos do cotidiano, tratando o corriqueiro com simplicidade e harmonia. Vencedor do Prêmio Jabuti de 2013 (categoria Livro do Ano de Ficção), a coletânea de contos  reúne as crônicas publicadas nos jornais Zero Hora e O Estado de São Paulo no período entre 2009 e 2011.

Foto: Débora Charcaski

Projeto atua desde 2013 com estantes fixas que disponibiliza livros para a população

O ‘PEGA AÍ - Leitura Grátis’ é um projeto que visa o empréstimo de livros gratuitos para a população de Ponta Grossa com o objetivo de incentivar o hábito da leitura. Os livros literários são objetos de doações e são oferecidos em estantes em locais públicos da cidade, como terminais de ônibus, nas agências dos correios, entre outros pontos.

Projeto atua desde 2007 em busca de incentivo à leitura e cresce com ajuda de colaboradores.

Você conhece o Bando da Leitura? A história do Bando da Leitura começou a ser escrita no ano de 2007, através dos olhos da fundadora Lucélia Clarindo, com o simples propósito de incentivar a leitura entre crianças e jovens. Ao ser idealizado, o Bando da Leitura organizou rodas de leitura e atividades culturais para a comunidade e cresce cada vez mais no cenário municipal ao se tornar um Ponto de Leitura reconhecido pelo Ministério da Cultura.