Foto: divulgação

Nos dias 1 a 3 de setembro, em Ponta Grossa, acontece a Oktoberfest. A festa será no Centro de Eventos da cidade e tem o objetivo de celebrar aspectos da cultura alemã. O evento promete oferecer opções de pratos gastronômicos tradicionais e também cerveja artesanal, além de músicas típicas.

No entanto, o consumo de cerveja artesanal é um hábito que não pode mais ser considerado único da cultura alemã. No Brasil, esse tipo de cerveja tem conquistado espaço nas lojas especilizadas e também em eventos. Um dos motivos seria de que o país é um dos maiores consumidores de cerveja do mundo.

Na região Sul do País estão concentradas a maior parte das fábricas de microcervejarias. A explicação seria pela história e cultura do local, que no passado recebeu um grande fluxo de imigrantes europeus, como alemães, ucranianos e poloneses. Esse também seria o motivo para a realização de festas típicas como a Oktoberfest.

A preferência pela bebida artesanal em relação a cerveja industrial acontece porque a primeira apresenta forma mais encorpada e sabor diferenciado. Outro ponto seria o fato de que o consumidor tem mais informação sobre o produto que está consumindo, principalmente em relação aos ingredientes. Além disso, o Instituto da Cerveja indica cenário promissor para 2017. Estima-se que até o fim do ano existam mais de 500 fábricas de cerveja artesanal no país.