Foto: Scarlet Rodrigues

Pinhão e mexerica são dois alimentos característicos da região dos Campos Gerais. O sabor suave do pinhão e o aroma singular da mexerica foram, durante o mês de julho, ingredientes essenciais para a criação de pratos tipicamentes campenses. A Rede Gastronômica dos Campos Gerais promoveu entre junho e julho desse ano o ‘Festival de Inverno’. O evento trouxe como foco a criação de pratos que levassem pinhão e mexerica. Os pratos foram desenvolvidos por empresas associadas à Rede Gastronômica.

Foram desenvolvidos cerca de 10 alimentos que levam pinhão ou mexerica. Além disso, algumas empresas investiram na criação de sobremesas veganas de pinhão, como é o caso do brownie vegano de pinhão, que leva farinha de coco, farinha de amêndoas e farinha de aveia, que não contém glúten, nem lactose.

Além do brownie vegano, os restaurantes criaram pratos como hambúrguer de pinhão e bacon, sopa de pinhão, coxinha de pinhão, caldo de pinhão, farofa de pinhão com bacon, creme de pinhão com bacon e calabresa, virado de feijão com pinhão e bacon, pizza de farofa de pinhão, pizza de lombo suíno com pinhão, sorvete de pinhão com erva mate. O gosto suave do pinhão na maioria dos pratos o torna quase imperceptível.

Já a mexerica, por seu gosto e aroma singular, torna os pratos característicos à região, como é o caso do sanduíche de pernil com geleia de pixerica (pimenta com mexerica), hambúrguer suíno com chutney de mexerica, frango crocante à mexerica, cheesecake cremosa com calda de mexerica, palha italiana de mexerica, torta de mexerica, brigadeiro, além do chope de mexerica. No caso dos alimentos que misturam os dois ingredientes, como o croquete de pinhão com molho de mexerica, brownie de pinhão com sorvete de creme e calda de mexerica, mandarijnentaart (torta de mexerica com pinhão), bolo de pinhão com calda de mexerica, a mexerica assume papel de protagonista, amenizando totalmente o pinhão.