O eixo iniciou após uma apresentação do regulamento e do tema geral da Conferência Nacional, que aconteceu no Anfiteatro Municipal Eunice Miró Guimarães. Já os eixos desenvolveram-se em salas da Escola Municipal Prefeito Coronel Claudio Gonçalves Guimarães, localizada ao lado do anfiteatro.

 

Renato Dombrowski, arquiteto e urbanista formado na UFPR, foi o “facilitador” do eixo, apresentando a metodologia que seria seguida e mediando o debate. Dombrowski, que trabalha no IPLAN, também participou do debate, que pautou a gestão atual do instituto, e citou o número de funcionários do IPLAN como insuficiente.

 

“Trinta seria o mínimo de pessoas para funcionar um instituto de planejamento da cidade”, complementou o arquiteto, ao proporcionalmente comparar o IPLAN ao IPUC, instituto de planejamento urbano de Curitiba, que possui mais de 200 cargos.

 

“O IPLAN, hoje, é uma pedra no sapato do executivo e do legislativo”, afirmou Jorge Wiz Martins, advogado, ao complementar o debate sobre a gestão e o funcionamento atual do instituto, órgão governamental. Segundo Martins, o órgão deveria manter um papel gestor e fiscalizador. Jacy de Andrade Filho contribuiu à discussão, citando a OAB como exemplo, e propôs uma gestão administrativa e fundiária independente do instituto tendo como base orçamentária contribuições tributárias.

 

Além da gestão e administração do instituto, o eixo também discutiu a utilização de vazios urbanos, políticas de dados abertos e caráteres deliberativos e participativos à população em espaços de decisão, como no Conselho Municipal das Cidades.

 

O eixo desenvolveu cinco propostas e Neymar Albach, eleito relator do grupo, as apresentará na plenária que ocorre na tarde de hoje. As propostas serão discutidas e finalizadas para que sejam levadas para Foz do Iguaçu, na Conferência Regional das Cidades. A plenária começará 13:00 e acontecerá no Anfiteatro Municipal Eunice Miró Guimarães, na Rua Bonifácio Ribas, 240.

 

Veja também

Problemas sociais marcam debate entre participantes da 6ª Conferência da Cidade em PG

Salvar